O divórcio dos médicos

Um estudo publicado na revista British Medical Journal avalia o divórcio no médicos e outros profissionais de saúde nos USA, chegando a conclusões muito interessantes:

1) ao contrário do que se pensa, os médicos não se divorciam mais que outros profissionais, sejam trabalhadores da área da saúde sejam de outros domínios;

2) os médicos do sexo masculino que trabalham mais de 40 horas por semana têm menor probabilidade de se divorciar enquanto que as médicas do sexo feminino que trabalham mais de 40 horas por semana têm maior probabilidade de terminar o casamento;

Dados interessantes a convocarem para uma reflexão sobre os papéis de género no casamento e na Medicina.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s