Com esquecimentos e bolos se enganam os tolos

Os políticos portugueses vivem num estado de impunidade tal que já nem se dão ao trabalho de disfarçar. Depois de todas as polémicas que envolvem a integridade de José Sócrates, Passos Coelho tem-se apresentado aos portugueses com uma capa de seriedade que esbarra em todas as evidências que vão sendo notícia.

Sobre o caso Tecnoforma, o Primeiro Ministro respondeu que não se lembrava se havia recebido 5.000€ por mês durante vários anos, mas instou a Procuradoria Geral da República a investigá-lo quando sabia que essa investigação eram impossível porque prescrita. A única pessoa com poder para esclarecer o seu lapso de memória, estando interessado em fazê-lo, era o próprio Primeiro Ministro através da autorização da consulta dos seus extractos bancários nesse período. Como é óbvio, Passos não o autorizou.

Soube-se hoje que o Primeiro Ministro se esqueceu de pagar as contribuições obrigatórias para a Segurança Social durante 5 anos e mesmo depois de já ter sido deputado da Nação. Alega que desconhecia essa obrigatoriedade e essa dívida, mas só a pagou depois de questionado pelo Público sobre o assunto (alega que queria pagar depois de abandonar o cargo de Primeiro Ministro).

A moralização da política e da vida pública não é compatível com um Primeiro Ministro com esta história de vida e com esta conduta. De amnésia em esquecimento, Passos e seus companheiros vão enganado e ludibriando os tolos diante do silêncio cúmplice de Belém. E, enquanto isso, os portugueses que paguem a conta desta gente.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s